Ads 468x60px

terça-feira, maio 15, 2012

[Resenha] As Crônicas de Nárnia - C.S. Lewis

Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal...
Lewis e o guarda-roupa 
Acho que todos já ouviram falar de As crônicas de Nárnia. É uma série de fantasia com 7 livros escrita pelo autor britânico C.S. Lewis. Foi traduzida em 41 idiomas e é a obra mais famosa do autor. Não é o fato de ser uma obra infantil que nenhum jovem ou adulto pode lê-la. Muito pelo contrário. Acho que todos deveriam ler Nárnia, pois faz você voltar aos tempos de criança; na sua inocência, com animais falantes, reinos encantados e criaturas mágicas.

O livro que eu tenho é a edição de volume único, lançado aqui no Brasil pela editora Martins Fontes. Esta edição segue a ordem cronológica dos acontecimentos em Nárnia e não a que o autor escreveu os livros.

Na ordem de Lewis, os livros ficam assim:

O leão, a feiticeira e o guarda-roupa; Príncipe Caspian; A viagem do Peregrino da Alvorada;A cadeira de prata; O cavalo e seu menino; O sobrinho do mago; A última batalha.


Pela sequência que Lewis escreveu, o primeiro livro é O Leão, a feiticeira e o guarda-roupa, segundo livro na ordem cronológica. Neste livro, quatro crianças – Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia - vão parar acidentalmente em Nárnia entrando por um guarda-roupa que tem na casa do tio deles. Lá, eles descobrem que são os quatro filhos de Adão e Eva da profecia que diz que só eles podem derrotar a Feiticeira Branca e salvar Nárnia dessa era de trevas e frio.

Eles retornam em outros livros como, por exemplo, em A viagem do Peregrino da Alvorada. Mas aqui só voltam Lúcia e Edmundo. Em cada livro é uma nova aventura e novos personagens. Os quatro “principais” da série toda retornam também no final, em A última batalha. Aqui Nárnia está um caos, ninguém mais acredita em Aslam (o criador de Nárnia) e acontecem várias coisas interessantes.

O que acho interessante aqui é a quantidade de ligações que Lewis faz com o cristianismo. Aslam seria como Jesus. Seu pai o mandou para Nárnia para guiar as pessoas e fazer com que elas sigam o caminho certo. O nome do pai de Aslam nunca é dito, mas sabe-se que ele mora no País de Aslam. Ele segue também um pouco da mitologia grega e nórdica, tornando o livro mais interessante ainda.

Eu recomendo este livro por ser um livro mágico e encantador. Quando se lê quando é criança não passa de mais uma história de contos de fadas. Quando se lê quando adulto, você percebe a relação com o cristianismo e entende as mensagens passadas por Lewis.

Já temos 3 adaptações para filmes feitas. A primeira foi a do livro O leão, a feiticeira e o guarda-roupa pela Disney e Walden Media. Foi feita uma adaptação deste para a TV também que foi ao ar de 1988 a 1990. Achei o filme bem legal e fiel. Recomendo a todos lerem o livro e assistir ao filme.

Lúcia, Susana, Pedro e Edmundo chegando em Nárnia pela primeira vez. 



O segundo filme foi do segundo livro da série, Príncipe Caspian, também Disney e Walden Media. Foi lançado no Brasil em 2008. Achei muito boa e fiel a adaptação deste livro também. Recomendo.


O terceiro livro adaptado para as telinhas foi o 3º livro da série, A viagem do Peregrino da Alvorada, mas agora produzido pela Walden Media em parceria com a 20th Century Fox. O filme foi lançado no dia 10 de dezembro de 2010.


E, para nossa alegria, vamos ter um 4º filme de Nárnia. Ao contrário do que muitos pensavam, vai ser a adaptação do 6º livro da série: O Sobrinho do Mago. Como este livro conta o início de tudo, como Nárnia foi criada, creio que será interessante. Estou ansioso para ver como vai ficar. Não tem data de lançamento previsto ainda e será novamente produzido pela Walden Media.

Espero que tenham gostado e que esta resenha tenha despertado em vocês a vontade de ler As Crônicas de Nárnia.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e faça um blogueiro feliz!