Ads 468x60px

sábado, junho 09, 2012

[Resenha] O nome do vento - Patrick Rothfuss

Bom, estou aqui hoje para falar do livro que acabei de ler. É o primeiro livro de uma trilogia que se chama A crônica do matador do Rei.

Capa do livro
Título: O nome do vento
Volume: 1
Autor: Patrick Rothfuss
Editora: Arqueiro

Número de páginas: 648


Vou fazer diferente hoje. Como eu sei que algumas pessoas gostam de uma resenha mais aprofundada na história, então eu vou deixar 2 resenhas: a Resenha 1 é uma resenha sem tantos detalhes (é a que eu recomendo vocês lerem) e a Resenha 2 é uma resenha mais aprofundada e que conta algumas partes do livro para você saber um pouco mais da história (não tem spoiler). Faça sua escolha!

Acho que para ter uma leitura incrível, você tem que começar a ler o livro sabendo o menos possível sobre o Kvothe.

Não tenho palavras para descrever o quão satisfatório e perfeito é ler esse livro. NÃO VOU conseguir descrever o que eu realmente achei do livro porque simplesmente não tem como fazer isso! Ao longo do livro, você percebe que existem dois tipos de narrativa: uma em 1ª pessoa (quando Kvothe está contando sobre seu passado) e outra em 3ª pessoa (quando a história está se passando na pousada Marco do Percurso onde o Cronista está ouvindo e escrevendo a história). Esses dois tipos de narrativa seguem em paralelo durante o livro inteiro. Gosto de narrativas assim. 
Rothfuss devia virar um deus por ter criado esse livro, porque é o seu primeiro romance e ele conseguiu acertar em cheio! 

Patrick Rothfuss

Uma coisa legal é o mundo criado por Patrick. Ele foi GENIAL nessa parte. Lá existe magia; diferentes castas que são respeitadas; vários tipos de moeda diferente para cada lugar; tem também uma universidade, onde só os melhores conseguem entrar e eles tem seus períodos, suas matérias e tudo mais. Achei isso incrível! Eles podem estudar magia, aprender a fazer conexões com as coisas, aprendem runas, alquimia, iátrica, artificiaria e outras matérias. 

Sim, é bem parecido com Harry Potter, mas não pense em Hogwarts. A magia que eles aprendem na universidade é mais técnica, nada de varinhas ou coisas do tipo. Eles nem a chamam de magia e sim, de simpatia. Tem toda uma técnica e estudo antes de conseguir fazer alguma coisa.
A história de Kvothe é sensacional. Quanto mais você lê mais quer saber, mais quer aprender com ele, mais quer viver como ele nem tanto. O jeito que o autor escreve te faz sentir tudo o que o personagem sente. Você e Kvothe ficam amigos (é isso aí, HAHA!).

Só lendo o livro pra saber como é emocionante a história. Eu estou apaixonado por esse livro e agora ele é o meu TOP da estante. Não vejo a hora de comprar o segundo livro dessa trilogia: "O temor do sábio". Esqueci de mencionar uma coisa. O primeiro livro é o primeiro dia dele contando sua história para o Cronista, o segundo livro é o segundo dia e o terceiro livro o terceiro dia. Tenho apenas um ponto ruim para comentar: a tradução dele deixa desejar um pouco e algumas vezes eu encontrei uns errinhos de português bem bobos, mas desnecessários. Essa é minha única crítica a editora.

Comprem, leiam e depois comentem aqui se eu não estou certo em tudo o que falei. Aposto que não existe ninguém que leu e não tenha gostado.  

4 comentários:

  1. ual mto boom..entendo mto disso!!ADOROOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom o Blog a linguagem está bem objetiva... e o design do blog ficou 10! estão de Parabéns




    Jefferson

    ResponderExcluir

Comente e faça um blogueiro feliz!